Como criar um FUNDO RESERVA

22/10/2015 22:07

 

 

 

O fundo de reserva, como o próprio nome indica, é uma reserva financeira, que se faz com a finalidade de garantir que, em meio a uma circunstância inesperada, emergencial, você e sua família possam arcar, por um determinado tempo, com o pagamento dos compromissos financeiros assumidos, ou despesas imprevistas, extraordinárias.

É fácil criar um fundo reserva quando se tem um excedente de salário, mas quando isso não acontece é preciso pensar em estratégias, para economizar e diminuir custos.

 

Você quer criar um fundo reserva?

Seguem algumas dicas.

 

Ações que fazem a diferença.

Faça uma lista com todas as despesas da casa para saber se o que se gasta, está de acordo com o que se ganha. Mantenha esta lista na sua bolsa, carteira ou smartphone, para saber sempre qual é o seu limite de compra. Caso os gastos sejam maiores do que as entradas, não tem outra  alternativa senão cortar despesas variáveis como lazer, beleza, combustível, mercado ou feira.

 

Compartilhe a responsabilidade na criação do fundo reserva. Reúna a família e conscientize todos da casa, sobre as consequências de não se colaborar com esta ideia.

 

Elejam as  despesas que podem ser cortadas e que tipo de economias podem ser feitas. Água e luz são economias plenamente possíveis. Estabeleça:

- Tempo de permanência no banho.

- Regras para lavar e passar as roupas, definindo o dia em que serão lavadas as roupas claras e as escuras, em função do acúmulo destas. A máquina cheia representa economia de água, luz, sabão e amaciante. Defina o dia da semana em que as roupas serão passadas, para que se possa passar o maior número de roupas possível, apenas no dia da semana determinado, pois o gasto de energia é maior quando o ferro é ligado e desligado por várias vezes, pois ele tem que esquentar para ser utilizado.

O microondas se for usado apenas para aquecer rapidamente um alimento, não causará grandes aumentos na conta de luz, entretanto, se você o utiliza também para cozinhar, é melhor mudar seu hábito!

Verifique quais produtos de consumo podem ser dispensados ou substituídos.

Crie um cardápio para a semana. Escolha alimentos que a família goste, para evitar a vontade de consumir em bares e restaurantes no fim de semana. Pesquise receitas econômicas com os ingredientes preferidos da família. Descubra receitas de guloseimas caseiras, para substituir a compra de doces, bolachas e salgadinhos. Procure pesquisar receitas que possam ser congeladas, para não sofrer a tentação de sair para comer ou pedir pizza, com a desculpa de que não tem nada pronto para comer em casa.

Crie uma lista de compras semanal, para evitar desperdícios, que inclua feira, mercado, todos os produtos que realmente são necessários e colunas para comparar preços, dos mercados que estão no seu caminho. A ideia é não ter gastos excedentes de combustível para fazer a compra. Ex.:

 

 

 

Produto

Mercado 1

Mercado 2

Mercado 3

Arroz

9,0

10,0

11,0

Feijão

4,7

3,5

3,8

Óleo

2,8

3,0

2,8

Azeite

7,9

8,0

10,0

Leite

2,9

3,0

3,5

Sabão liq.

33,0

34,0

32,8

Total

60,2

61,5

63,9

 

Tenha esta lista no seu smartphone, bolsa ou carteira. O importante é ter como comparar preços e promoções. Na minha região tem como fazer um roteiro que inclui 3 mercados muito próximos, o que permite até mesmo fragmentar a compra.

Aproveite as promoções, principalmente aquelas do tipo pague 2 e leve 3. Você vai adiantar a verba de 3 semanas, mas por outro lado, vai levar um produto a mais.

O ideal é organizar as contas, para não ter que abrir mão de momentos  de lazer e cuidados pessoais, por que este é o ponto mais delicado de uma medida econômica.

Os momentos de lazer e cuidados pessoais, em geral, são a maneira como as pessoas se recompensam, pelos esforços a que se submetem no dia a dia de trabalho. A partir do momento em que constatar que as contas estão em ordem, estipule uma verba para lazer e cuidados pessoais.

Antes de programar passeios pesquise:

- Sites de compra coletiva;

- Promoções de desconto e benefícios do seu banco ou cartão de crédito;

- Passeios ao ar livre (Ex.: Bike no Ibirapuera, feirinhas da paulista e liberdade. Não é para gastar!!! Só passear, ver gente e comer uma comidinha de R$10 a 15,00);

- Museus (Em SP alguns tem entrada grátis no sábado).

- Use a criatividade, programe pic nics com as crianças (com os amigos também é muito bom), use e abuse de playgrounds de áreas públicas. Desfrute de um momento zen no Jardim Botânico.

Administrar um fundo reserva dá trabalho, mas nada se compara a tranquilidade de deitar a cabeça no travesseiro, com a certeza de que não há com o que se preocupar.

 

Um abraço,

Cristina Alves

 

Veja na próxima publicação (05/11/2015):

Organização, imprescindível para a harmonia da família!

 

Newsletter

GOSTARIA DE RECEBER GRATUITAMENTE NOVOS POSTS? DEIXE SEU E-MAIL LOGO ABAIXO


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!