O que você quer em 2016?

13/01/2016 17:27

 

Antes de abordar o tema acima, quero PEDIR DESCULPAS  e AGRADECER!

Quero agradecer as mais de 2000 visualizações e todos os leitores que dispensaram um tempo de suas vidas para lerem os meus textos. Escrever para o site foi a maneira que encontrei para documentar qual é a linha de raciocínio, que está por traz da vida  que eu criei para mim.

 Quero agradecer aos que comentaram, mandaram e-mails e aqueles que em silêncio tem acompanhado o site.

Quero pedir desculpas por não ter  feito nenhuma publicação desde Novembro, mas tenho uma justificativa:

Tudo o que eu coloco no site são experiências vividas ou  teorias que estou desenvolvendo e desde o final de Outubro , até Dezembro, foi um período de muita pesquisa. Era como se o Universo estivesse querendo de uma forma muito clara, testar o quanto eu acredito em tudo o que eu, digo que “acredito”.

Era como se a conversa do Universo comigo estivesse acontecendo nos seguintes termos:

“ Falar é fácil!  Agora vamos ver no que é que a Cristina acredita de verdade!”.

Simplesmente não dava para escrever !  Peço desculpas por não ter dado uma satisfação ! Dá próxima vez colocarei um banner  “Estamos em processo de pesquisa!  Próxima publicação estimada para ___/­­­___/___.

Aproveitando a oportunidade, nesta edição só estamos publicando na seção BLOG DA CRISTINA. Motivo: Não quero distrair a sua atenção com outros assuntos!!!!

O fato é que foi um período de muita observação no qual, eu sempre tinha duas escolhas: acreditar ou não acreditar nas minhas teorias, acreditar ou não acreditar em tudo o que eu escrevo. Confesso que houve momentos em que fiquei insegura, tive medo e fiquei confusa. Mas agradeço a Deus porque fui tomada por um sentimento de “eu preciso saber a verdade” que fez com que eu tivesse determinação para CERTIFICAR  uma das teorias mais importantes da minha vida:

“O SUPRIMENTO VEM DE DEUS E NÃO DO HOMEM.”

Uma vez que o compromisso do site Praticando o Conhecimento é compartilhar conhecimentos e teorias, que possam nos ajudar a ter uma vida cada vez melhor, eu vou contar como foi o meu ano de 2015, e aí vocês vão entender como eu cheguei a seguinte conclusão: 

É VERDADE, o suprimento vem de DEUS e não do Homem!

Minha amiga e meu amigo leitor, é com muita alegria que nas linhas abaixo eu vou compartilhar com você, a sequência de acontecimentos que atualmente estão me dando esta certeza.

No final de 2014 como em todo final de ano, eu e uma amiga nos propomos a fazer uma experiência, cada uma deveria definir o que queria para 2015. Enquanto ela tinha um objetivo definido (que se realizou em 2015), eu não sabia exatamente o que queria. De tanta insistência por parte dela, de que eu precisava definir o que eu queria para 2015, defini assim:

“_Não sei o que quero, mas tenho certeza que não estou satisfeita com a minha vida profissional (eu estava muito cansada e fazendo coisas que não eram compatíveis com os meus talentos), então em 2015 eu quero não ter que trabalhar.”

Desde 2014 eu estava me organizando financeiramente, para ter coragem de pedir demissão. Com a história da crise e a possibilidade de cortes manifestei para o RH da empresa, o meu interesse em fazer parte da lista de cortes, caso essa possibilidade viesse a se concretizar. As pessoas que me conheciam acharam que eu estava abusando da sorte, pedir para ser dispensada em plena crise era um risco muito grande.

Exatamente no dia 27 de março fui dispensada da empresa, onde trabalhei por 15 anos. No primeiro mês foi horrível, eu não sabia nem o que fazer sem os meus amigos, sem a minha rotina de 15 anos. Depois comecei  a desenvolver dores no corpo e um leve sintoma de depressão, até que comecei a refletir:

O que é que estava errado? Eu não tinha que trabalhar, podia aproveitar para fazer coisas que antes eu não fazia porque não tinha tempo, mas não conseguia fazer nada. Passava o dia arrumando a casa ou vendo TV. Na verdade nem isso, fazendo deveres de casa ou na frente da TV, a minha cabeça não parava de pensar, parecia que todas as questões mal resolvidas da minha vida, haviam se levantado das profundezas da minha mente para povoar os meus pensamentos. Penso que é isso que sente uma pessoa que entra em depressão ou tem síndrome do pânico.

Apareceram as mais diversas questões, família, trabalho, relacionamentos e EU. Eu descobri que passei tanto tempo fazendo coisas pelo sentido de necessidade e obrigação, que  já não sabia mais o que me fazia feliz.

Foi neste momento, em que parecia que não havia nada que eu pudesse fazer por mim mesma que eu, mais uma vez coloquei  a minha vida nas mãos de Deus, ou seja, decidi acreditar que o melhor que eu poderia fazer naquele momento, era me aquietar, mudar o foco e esperar pela intervenção Divina em minha vida.

Mudar o foco foi muito importante, percebi que quando mesmo sem vontade, saia de casa para ir ao cinema, passear no shopping e principalmente ficar em contato com a natureza eu chegava até a esquecer das dores no corpo. Foi então que decidi que ia fazer uma faxina mental, comecei a assistir DVDs e reler livros de “autoajuda”, para criar uma percepção mais positiva da vida. Eu selecione vários livros e no momento de meditação sempre tinha uns 3 livros que eu abria aleatoriamente para ver qual era a mensagem que eu mais precisava ouvir naquele momento.  Como eu gosto muito de TV, criei uma agenda para acompanhar programas que tinham como tema viajens e passeios, e que  retratavam prosperidade ou faziam rir. Nada de filmes ou novelas tristes e principalmente nada de notícias ruins.

Em pouco tempo a percepção que eu tinha da vida foi ficando mais positiva e eu consegui me colocar de fora da situação para analisar e resolver, uma de cada vez, todas as questões mal resolvidas das quais eu tomei consciência.

De acordo com a minha experiência de vida eu só tinha duas opções:

1.   Acreditar que a Natureza Divina ia proteger todos os meus interesses, por isso o melhor que eu poderia fazer era aproveitar o momento para o meu desenvolvimento pessoal.

 

2.   Acreditar que eu tinha que assumir o controle da minha vida e pensar em uma estratégia para resolver os problemas de ordem material, porque em algum momento a verba rescisória ia acabar e além dos problemas emocionais eu ainda teria problemas financeiros.

Escolhi a opção 1 porque não estava em condições emocionais de pensar em estratégias. Foi então que dia a dia, começaram a surgir inspirações.

Daí para frente começaram as coincidências e as inspirações!!!! Do nada, no mesmo dia, um amigo e uma amiga me cobraram um projeto antigo, que era colocar um blog no ar.

Assistindo a um programa de TV, conheci o pensamento que vou compartilhar agora, “ Quando você não souber para onde ir, lembre-se de onde você veio”. De acordo com a pessoa que fez a citação no programa, o pensamento significava o seguinte: Olhe para trás, quem você era quando criança, o que você gostava de fazer e como isso pode colaborar com o mundo.

Todas essas coincidências e o amigo que começou a me “cobrar mesmo” , fizeram eu concluir o site.

Daí pra frente trabalhar no site passou a ser a minha tarefa divertida (onde eu podia escrever, expor as minhas ilustrações), o pretexto para mudar o foco, e mais importante que tudo, era a oportunidade de registrar e refletir sobre os conhecimentos, que na minha concepção tinham poder para melhorar a qualidade de vida.

Escrevendo para o site rapidamente resgatei coisas que eu já sabia, mas tinha esquecido.

Lembrei que era preciso sair da posição de vítima, assumir a responsabilidade por tudo o que já havia me acontecido na vida e entender que eu precisava SER  MUITO VERDADEIRA comigo mesma e tão importante quanto, EU NÃO PODIA TER MEDO.

A verba da rescisão só podia me garantir por um certo tempo, mas eu tinha colocado na minha cabeça que o suprimento vinha de Deus e não do Homem, e que por isso não precisava me preocupar. Por causa do site, acabei fazendo uma consultoria de negócios para um amigo e descobri que era algo que eu sabia e gostava de fazer.

Tudo estava indo muito bem até que começou a pressão, por parte das pessoas com quem eu convivo:

“ _ E então Cristina, quando você vai retomar a sua vida profissional?” 

“_Você já está mandando curriculum ? Nesses tempos de crise, não dá pra ficar esperando, tem que correr atrás!!!

Eu sempre respondia assim: “_Se necessário for, voltarei a trabalhar em Novembro (mês que eu havia estabelecido como um sinal de alerta, para o término da verba rescisória).

Resumindo bem no dia 23 de Outubro, eu tive uma conversa com Deus, 20 minutos depois recebi uma ligação com uma oferta de trabalho. Uma proposta excelente!!!

Sem procurar emprego, sem mandar um curriculum sequer,  comecei a trabalhar no 1º dia útil de Novembro.

O que eu posso dizer:

_ É VERDADE que o suprimento vem de DEUS e não do Homem!

 

Tudo o que eu contei para você aconteceu em 2015, mas o tema do artigo é “ O que você quer em 2016?”

Achei que seria divertido fazer com você, o mesmo que a minha amiga fez comigo:

O que você quer em 2016?

Dessa vez eu vou ser bem ousada, porque estou testando uma nova teoria:

_ Eu quero ter dinheiro suficiente para realizar projetos que requerem muito investimento e também quero poder comprar tudo o que eu quiser !!!!!

E Você, o que você quer para 2016?

Que tal você formular o seu desejo no comentário deste post, como uma maneira de firmar o seu pedido com o Universo!

Dica: na hora de formular o seu pedido leve em consideração os  desejos do seu coração, esses me parecem mais fáceis de realizar.  As vezes nos confundimos e identificamos desejos que a mídia ou a sociedade nos impõe, como sendo desejos nossos e não são. Pergunte-se para que você quer, por que você quer e seja bem honesto com você mesmo. O ideal é que o seu desejo seja para atender uma necessidade sua, mas o desejo é seu, e pelo o que eu entendi você pode desejar o que quiser!

FELIZ 2016!!!!!!!!!!

Um abraço,

 

Cristina Alves

 

Veja no próximo post,  com previsão de publicação em  31/01/2016:

“O que vem ai em 2016 , depende do que cada um fizer, se você fizer o que gosta, o que sabe, vai ajudar a fazer de 2016 um ano novo.....”

Este é um trecho da mensagem que a Globo está veiculando, com a atriz Fernanda Montenegro e a fofurinha da Mel Maia.

Será que é possível pensar a sua vida profissional, considerando o que gosta e sabe fazer ?

 

Tópico: O que você quer em 2016?

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário

Newsletter

GOSTARIA DE RECEBER GRATUITAMENTE NOVOS POSTS? DEIXE SEU E-MAIL LOGO ABAIXO

Código do contador Histats

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!